Microrganismos indicadores: Enterobacteriaceae

Família composta por 46 gêneros, 263 espécies e subespécies. Maior e mais variado grupo de bacilos Gram-negativos, sendo morfologicamente indistinguíveis.


Cerca de 20 espécies causam 95% das infecções, 35% das septicemias e

70% das infecções do trato urinário, gastrointestinal, além de meningite.



Patógenos primários – sempre causam doenças, como :

Shigella, Salmonella (foto), Yersinia e Klebsiella pneumoniae.


Patógenos oportunistas – podem causar doenças em determinadas condições ou em alguns hospedeiros:

Escherichia coli, Proteus, Serratia, Enterobacter, Morganella e Providencia.




A família Enterobacteriaceae é indicada para a análise da qualidade em alimentos por abrigar muitas espécies patogênicas. Normalmente a contaminação do alimento com espécies dessa família está associada às más condições higiênico-sanitárias e podem levar risco de causar doenças/surtos aos consumidores.


A instrução normativa Nº60 do MAPA/MS contempla a análise de Enterobacteriaceae para a grande maioria dos alimentos. A detecção dessa família requer métodos específicos de cultivo e pode ser trabalhoso. Uma excelente alternativa ao cultivo por método tradicional é o uso do 3M Petrifilm EB, confiável e preciso, pois oferece segurança na análise de alimentos e superfícies.



3M Petrifilm EB

Contagem rápida de Enterobacteriaceae.


1)Colônia associada com bolhas de gás.

2)Colônia com zona ácida (halo amarelo).

3)Colônia associada com gás e ácido.



Enterobacteriaceae = 13 UFC.







Quer receber um treinamento exclusivo sobre detecção de indicadores e patógenos? Entre em contato pelo Telefone/WhatsApp (22) 3824-2663.


#Microbiologia #FoodSafety #ABCFoodSafety #ABC #Higienização #Leite #antibiótico #microdealimentos #alimentos #Biofilmes #outbreak #surto #Microbiology #Soda #Acido #AcidoPeracetico #listeria #enterobacteriaceae #coliformestotais #coliformes #3M #3MPetrifilm #IN60 #MAPA #MS

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo