Problemas causados por proteases

O armazenamento do leite cru em baixas temperaturas garante a qualidade do produto, mas a estocagem por longos períodos pode ser um problema. A presença de bactérias psicrotróficas pode acarretar na produção de enzimas termorresistentes, que mesmo após a pasteurização, causam mudanças indesejáveis no produto final.





Uma das principais bactérias que crescem em baixas temperaturas é a Pseudomonas. Suas enzimas hidrolíticas, proteolíticas e lipases, podem continuar degradando o alimento após o processo produtivo, potencialmente sintetizando compostos amargos. As proteases agem preferencialmente sobre a caseína, levando a desestabilização das micelas de caseína, o que pode levar a coagulação do leite e redução do rendimento de queijos.



Quer receber um treinamento exclusivo e gratuito sobre controles microbiológicos? Entre em contato pelo Telefone/WhatsApp (22) 3824-2663.


#Microbiologia #FoodSafety #ABCFoodSafety #ABC #Higienização #microdealimentos #alimentos #Microbiology #HACCP #protease #queijo #leite #leitecru


Fonte: Cardoso, R. R. (2006). Influência da microbiota psicrotrófica no rendimento de queijo Minas Frescal elaborado com leite estocado sob refrigeração. Biblioteca Central UFV. Universidade Federal de Viçosa.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
receba atualizações

ABC Food Safety © 2020, powered by Dr. Conrado Vieira