O que fez o Coronavírus ser tão disseminado?


Outros Coronavírus já foram descritos como causadores de doenças em humanos. O novo Coronavírus(SARS-CoV-2) é o que mais se disseminou em função de uma alteração (mutação) na proteína que faz a ligação da partícula viral com as nossas células. Essa proteína descrita como Spike facilitou a contaminação das nossas células, o que tem causado os altos níveis de disseminação.

A mutação na proteína Spike aconteceu ao acaso, mas o salto do vírus entre o animal hospedeiro e o homem ainda vem de especulações. A teoria mais aceita é que o Coronavírus estava infectando um hospedeiro sem causar sintomas, nesse caso o Pangolim e pela ingestão da sua carne, passou a contaminar o homem. No início, o que parecia uma virose como outra qualquer, se mostrou o agente da maior pandemia do século – COVID-19.

Segurança alimentar é importante para evitar que alimentos contaminados possam disseminar doenças, causar surtos, epidemias e até pandemia. A indústria tem uma importante ferramenta para lidar com essas questões, que é o controle da qualidade. Um laboratório equipado e capacitado pode monitorar e evitar a liberação de lotes de alimentos com risco à saúde. Essa é uma das principais práticas dentro da cultura Food Safety.

Ficou interessando? Entre em contato.

#Microbiologia #FoodSafety #ABCFoodSafety #ABC #Higienização

Fonte: Andersen KG, Rambaut A, Lipkin WI, Holmes EC, Garry RF. 2020. The proximal origin of SARS-CoV-2. Nature Medicine:2–4.

0 visualização
receba atualizações

ABC Food Safety © 2020, powered by Dr. Conrado Vieira